terça-feira, 9 de setembro de 2008

Depois de algum tempo ausente, estou de volta !!

Depois de algum tempo ausente, estou de volta !!

Em primeiro lugar quero relatar mais uma aventura, mais um desafio pelo o qual este grande homem que é o meu pai e a super mulher que é a minha mãe passaram!!
Tudo parecia estar a correr pelo melhor quando um telefonema da minha mãe deitou tudo por agua abaixo..."o pai apanhou um vírus relativamente grave". E assim foi, tinha na verdade apanhado o terrível vírus zoster.

Herpes Zoster é uma infecção de uma parte do sistema nervoso (gânglios da raiz dorsal) causada pelo Vírus Varicela-Zoster (VZV). O herpes zoster resulta da reactivação do VZV que permanece latente no organismo desde que houve a infecção primária, que deu origem à varicela Manifesta-se através do aparecimento de lesões nas áreas cutâneas enervadas pelo nervo infectado pelo vírus. Em pacientes com mais de 50 anos, a dor pode persistir depois de curadas as lesões de pele - é a chamada nevralgia pós-herpética. A nevralgia pode ser uma sequela a longo prazo, ocorrendo em 10 a 15% dos pacientes, aumentando com a idade. Na maioria das vezes se resolve espontaneamente dentro dos primeiros 12 meses, mas pode persistir por anos. A dor é com frequência intensa e debilitante. Pode se manifestar com combinações de coceira, ardência com perda de sensibilidade local e dores intensas súbitas e agudas. Um leve toque no local pode induzir a um desconforto acentuado.

Como podem ver quando digo terrível, é no verdadeiro sentido da palavra, isto porque as dores que este provoca são realmente horríveis. Foi-lhe então prescrito uma medicação que segundo a minha mãe tinha efeitos secundários brutais !!! Davam-lhe uma espécie de ataques epilépticos (que felizmente para mim e azar para a minha mãe nunca assisti),num desses ataques deriva uma queda que pôs o meu pai cheio de hematomas e com 7 pontos debaixo do olho...O animo e a força desmoronavam agora, outra vez!!!
Foi então que essa medicação foi substituída no dia em que cheguei à Corunha.
É extremamente difícil descrever como vi o meu pai nesse dia! Abatido, sem forças e apenas se deslocava de cadeira de rodas.. Tínhamos andando uns passos atrás. As dores que apareciam subitamente, traziam gritos desesperantes...completamente assustadores, tanto é que eu nesse dia que cheguei fiquei tão impressionada que não conseguia estar ao pé dele, e sempre que as dores chegavam eu fugia e ficava a minha mãe ao pé dele (a minha mãe realmente merece tudo), mas logo tive de me habituar, pois os próximos 20 dias era apenas eu, o meu pai e a sua incapacidade... o medo começava a espreitar.
Bem nem quero imaginar o que a minha mãe passou, quase um mes sozinha a cuidar do meu pai nesta situação... já para não falar do sofrimento do meu pai... incalculável..
Mas felizmente os dias que se seguiram à minha chegada e à partida da minha mãe traziam uma luz ao fundo do túnel... As dores diminuíam, e já eram bastante espaçadas... ate que chegou o dia de hoje, quase sem nenhuma dor… e lá fui eu e o meu pai a 6ª planta falar com a Dra. De Ia Torres, que ficou muito animada ao ver o aspecto do meu pai... nem parecia o mesmo.. Ela mostrou-nos o RX do pulmão transplantado e digo-vos uma coisa ...QUE DIFERENÇA ela disse que estava como novo, todos os exames estavam muito bem... E em seguida segue-se a frase mais esperada, a meta foi agora definida : Jorge daqui a uma semana máximo duas estarás em casa!! Eu e o meu pai nem cabíamos em nos de tanta felicidade !!! Mais uma prova superada e em 6 ou 7 meses que o meu pai já esta na Corunha nunca havia sido estabelecido nenhuma data, nenhuma meta.. agora sim mais que nunca havia um objectivo a cumprir, dar tudo por tudo nestas semanas... Paizito és sem duvida um campeão... E tu mãe nem sei que te dizer a não ser que és mesmo uma guerreira, uma heroína, sem duvida és, foste e serás sempre um exemplo de vida.... que orgulho tenho em ter-vos como meus pais!! um muito obrigado aos dois!

5 comentários:

Anónimo disse...

Amiga, sei que foram meses de muito sofrimento, momentos de tristeza e desespero, meses de lutas constantes!
Quero dar os Parabéns a esta família magnifica pela vossa força, união, amizade e coragem!
Ao pai Jorge um grande beijinho.
Joana

Anónimo disse...

Mafaldinha,
por várias vezes me apeteceu tecer comentários Publicos a toda esta exposição fantástica, mas tão dolorosa.
Faltam-me as palavras para demonstrar o quanto estou orgulhosa de ser tua tia, de ter uma irmã como a Ni, um sobrinho como o Miguel e um cunhado como o Jorge. Penso que consigo avaliar o quanto todos têm sofrido, mas nunca deixei de acreditar que iriamos vencer esta grande batalha. Esta Vitória deve-se a todos Vós, mas, principalmente, a esse grande homem, esse guerreiro corajoso que nunca baixou os braços e que sempre acreditou que iria conseguir.
PARABÉNS JORGE!!!
Eu também vou querer estar presente para comemorar, e, porque não, ORAR....
Um grande beijo
Paula

Anónimo disse...

FORÇAAA, so falta um bocadinho! Que daqui a 15 dias possamos comemorar o início de uma nova vida para todos vocês!! Até lá, pega em tudo o que tens aí dentro e tranforma em energias positivas, sempre!
FOOOOOOORÇAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

Beijos, E*

fi disse...

Ainda bem que tudo se resolveu Mafalda!
Fico feliz por o teu pai estar a recuperar da melhor maneira que consegue!
Ele é um grande homem, lembro-me de ter falado com ele uma ou duas vezes (antes do transplante dele) mas penso que só vi a tua mãe uma vez.
Em situações destas, a força e o apoio da família são realmente o maior reforço.

Maior beijo, para vocês, e muita força!

Anix disse...

AMIGA,é incrível como mesmo estando tão longe dá para sentir a dor intensa inscrita nas tuas palavras, todo esse sentimento que vos acompanha ha longos meses que teimam em não acabar.
É apenas uma passagem que acabará derrotada pela vossa força e determinação, pelo vosso amor, o amor que vos une e que vos levará a gritar aos oceanos "Nós vencemos!!!"
Ana, Sempre soube que era uma super mulher.
Mano, as lágrimas às vezes também nos ajudam, força.
AMIGA, MANA acho que esta dor te fez crescer agora ainda mais rapido...és um pedaço de mim, sinto a tua falta.
Doktor, quero voltar a ver esse sorriso.
FAMÍLIA ADORO-VOS.
Da AMIGA ANIX